Faça o LOGIN e seja mais um MEMBRO...

CONHEÇA O BRASIL DE JESUS...

CONHEÇA O BRASIL DE JESUS...
Click na imagen "BRASIL-TURISMO"

Quem sou eu

Minha foto
Brasilia- DF, Brazil
APENAS UM COLECIONADOR !... DEFINIÇÃO: Telecartofilia designa o ato de colecionar cartões telefônicos. Com o advento da moderna tecnologia dos cartões telefônicos, que substituiu as moedas e, no Brasil, as antigas fichas telefônicas, as pessoas começaram a colecioná-los, separando-os e classificando-os por países, categorias, valores, temas ilustrativos, trocando-os e mesmo comercializando-os. Atualmente, algumas peças alcançam valores expressivos nesse mercado, o que estimula pessoas a colecioná-los como forma de investimento. Entre os fatores que determinam a valorização de determinadas peças encontram-se a tiragem reduzida, uma série específica, defeitos de fabricação, personalidades do momento, eventos esportivos, culturais, etc. A telecartofilia é uma forma de colecionismo em expansão, com um grande número de adeptos. Isso pode ser explicado devido a que os cartões telefônicos são baratos, fáceis de obter e manter, com temas variados e ilustrações atraentes. CONTATOS: katz-cs@hotmail.com ou prkatzenelson@gmail.com

CHEGAMOS A MAIS DE 31 mil acessos e 585 SEGUIDORES !!!

CHEGAMOS A MAIS DE  31 mil acessos e 585 SEGUIDORES !!!
MEU OUTRO BLOG - EU VOU NO ARREBATAMENTO !!! e você ?
Loading...

Banner...Sejamos PARCEIROS - Cole o código em seu Site ou Blog , e me avise por Email..

terça-feira, 25 de maio de 2010

Filhos Obedientes


E então, anda frustrado por não ter controle sobre seu filho, o qual tem tirado você do sério frequentemente? Seu filho tem se comportado mal em reuniões de família, no almoço com amigos, dado escândalos em supermercados?
Não adiante gritar, bater, fazer promessas para conseguir a atenção dele, muito menos que ele te obedeça por força ou violência. Será necessário desenvolver um trabalho no caráter, construindo um caminho de excelência na personalidade dele desde a infância, que valerá para toda vida.
Antes quero chamar sua atenção para o significado que nossos filhos em nossas vidas, assim, reconheceremos nossa autoridade sobre eles desenvolvendo com sabedoria e conhecimento o comportamento adequado para cada um.
Embora tenhamos dificuldades no lidar com os filhos, eles já faziam parte do plano de Deus desde o princípio:“Tenham muitos e muitos filhos…” (Gênesis 1:27-28)
A bíblia ainda diz que: “Herança do Senhor, são o filhos; o fruto do ventre, seu galardão.” (Salmo 127:3).Entendemos a partir desta palavra, que nossos filhos vieram do Senhor e foram confiados aos nossos cuidados como um tesouro precioso, para zelo e dedicação.Devemos saber que um dia Deus perguntará: “Onde está o rebanho que te foi confiado, o teu lindo rebanho?” Jeremias 13:20.
Nosso papel como pais não é o de apenas colocarmos nossos filhos no mundo, mas dedicar tempo na formação, proteção e educação, definindo padrões de caráter e comportamento segundo o coração de Deus, tornando-as conhecidas a eles cabendo a cada filho segui-las totalmente em obediência. “Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-se e ao levantar-se.” ( Deuteronômio 6:6)
Deus deu a cada um de nós, autoridade que precisamos para educar nossos filhos, temos que cuidar para que sejam obedientes e tementes a Deus: “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo.” (Efésios 6:1) 
Obedecer, segundo o dicionário Aurélio, significa: Do latim” oboediscere”; sujeitar-se a vontade de; estar sob autoridade de; estar sujeito; não resistir; ceder; estar ou ficar sujeito a uma força ou influência.
É extremamente importante que nossos filhos vivam debaixo de obediência, não podemos esperar que fiquem velhos para que depois possam entender: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho, não se desviará dele.” Provérbios 22:6
Precisamos criar nossos filhos com bons hábitos de submissão e obediência aos pais para que não cresçam com traços de caráter que serão maldição para eles permitindo que este traço se estenda a outros.
Não aja com seu filho com ira ou raiva peça ao Senhor entendimento e procure boas literaturas e instruções sobre educação de filhos: “Pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.” Efésios 6:4 . Sejamos brandos.

Se você pai está desesperado por não saber o que fazer com o seu filho ou como deve agir com a educação do bebê que ainda está para nascer, creia, o maior desejo de Deus é a nossa vitória em Cristo, a quem entregaremos nossos filhos para a eternidade.
Deus em seu infinito amor nos mostrará o caminho!

Fonte - www.novidadedevida.com.br

Mais próximo de seu filho

 ( Minha Família P. Katzenelson Canuto e Débora Raquel )


Tem sido cada vez mais comum vermos pais e filhos distantes sem o mínimo sinal de afeto, carinho e amor. É lamentável e precisamos buscar estratégias urgentes para que este cenário não invada nossos lares nos fazendo acreditar que está tudo bem e que é apenas um modelo de comportamento desta nova geração e consequência de uma rotina diária e corrida onde quase não vemos nossos filhos.
 O papel dos pais não é de apenas suprir as necessidades básicas de sobrevivência física e circunstanciais dos filhos, mas também de educá-los para se tornarem adultos maduros, responsáveis e seguros, para isso os pais precisam estar o mais perto possível para obterem êxito nesta tarefa.
 É perto dos filhos que ensinamos sobre os desafios, como lidar com as emoções de cada fase de sua vida, como buscar sua carreira profissional, e assim, a medida que este relacionamento for construído, o ambiente familiar se fortalecerá em momentos descontraídos e prazerosos.
 Mais do que tudo isso, temos que entender algo muito importante durante a construção de um canal de relacionamento com os filhos. Por maior que sejam as  intenções dos pais para estarem mais próximos dos filhos, não alcançarão sucesso se não comunicarem amor por eles: Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.(Colossenses 3:14)
Nossos filhos só estarão verdadeiramente mais próximos de nós se os alcançarmos com amor.
 Todo e qualquer aspecto do desenvolvimento do filho está fundamentado no amor, sendo assim nossos filhos considerarão e aceitarão sugestões e advertências na medida que tiverem certeza do nosso amor para com eles: Porque o Senhor  repreende a quem ama assim como o pai, ao filho a quem quer bem. (Provérbios 3:12). Saberão superar conflitos e dores, acreditando que são amados protegidos e que nada é mais forte que isso. O amor de pai e mãe é alicerce, estabelece segurança , esperança, alimenta todas as áreas, tirando medo, culpa e insegurança e bem sabemos que criar filhos emocionalmente saudáveis tem sido uma tarefa  difícil considerando todas as influências que eles recebem diariamente.
 Tenham certeza que vale a pena, concentrem todos os esforços no amor que sentem pelos seus  filhos, desenvolvendo neles uma auto-estima saudável, de forma que se vejam como membros importantes da família e da sociedade, com talentos e habilidades especiais dadas por Deus.
 Mostremos para nossos filhos não só o que sentimos mas o que somos capazes de fazer por eles, por amor:  Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade. (I João 3:18)
 Façam uma lista de formas possíveis  de como se aproximar do filho com amor, pense a respeito de como foi sua infância e quais foram os momentos marcantes e agradáveis que passou perto de seus pais e o quanto foi abastecido com amor e o quanto era bom tê-los perto de você. Analise na sua rotina diária o que tem feito seu filho não se aproximar de você e em que ponto você precisa trabalhar ou precisa de ajuda. Não tenha receio, não deixe que sua posição de autoridade sufoque seu amor: O saber ensoberbece, mas o amor edifica. I Coríntios 8:16
 Concentra-se! Ame seu filho independente do que espera que ele seja, ame incondicionalmente.
 Aproxima-se de seu filho e não se esqueça  o amor é o alicerce e se hoje  você não teve a oportunidade de  dizer, então diga: FILHO, EU TE AMO!!!

Fonte - www.novidadedevida.com.br

Já abraçou seu filho hoje?



 ( Foto - Meu Pai Pr. Josiel Canuto e minha Mãe Nilvanete Sousa ME ABRAÇARAM no dia da minha Consagração a PASTOR pela Misericórdia de Deus )
Não importa a idade que seu filho tenha, receber um toque seu que demonstre atenção, cuidado, carinho e amor, será  algo que mudará tudo ao redor. Caso você não tenha pensado nisso, passe a valorizar cada toque que você oferece ou recebe do seu filho, pois o toque é comprovadamente a necessidade mais primária do ser humano.
Ao tocarmos afetivamente nossos filhos os abençoamos com amor, lembrando que o amor é um sentimento que precisa ser demonstrado. Jesus demonstrou seu amor pelas crianças ao abraçá-las: “Então, tomando-as nos braços e impondo-lhes as mãos, as abençoava.” (Marcos 10:14-16)
Imaginem como aquelas crianças se sentiram amadas ao serem tocadas por Jesus. Gestos de carinho como apertos sutis, beijos e abraços, todas estas expressões de querer bem ao  filho, está ao alcance das mãos de qualquer pai.
 O século XXI tem sido chamado por alguns pesquisadores “do  século do conhecimento e da tecnologia”, onde  se busca  um fazer cada vez mais massificado e homogêneo. Este quadro tem gerado violência, desigualdade social, prisões das pessoas em suas casas, inibições e isolamentos. Vemos pessoas e principalmente crianças, cada vez mais irritadas, desatentas, agressivas que vão perdendo sua capacidade  e  espontaneidade.
Percebemos que nossos sentimentos sofrem um processo de anulação, dando-se uma valorização maior ao intelecto em detrimento das emoções. Crescemos e vivemos num ambiente de falta de paciência, atenção e percepção.
 Segundo o departamento  de psiquiatria da Universidade da Carolina do Norte (EUA) publicado no “Psychosomatic Medicine”, abraçar tem relação com o aumento da qualidade de vida. Durante o abraço, o hormônio do estresse (cortisol) é liberado no organismo proporcionando alegria e conforto.
Segundo o psicoterapeuta do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, Eduardo Ferreira Santos, o aumento de oxitocina depois de um abraço chama a atenção. Ele conta que trabalhos recentes mostraram, em animais, que o hormônio é responsável pela manutenção estável de um casal. “A injeção de oxitocina em ratos mostrou que eles ficaram por mais tempo juntos à prole, depois do nascimento dos filhotes.
 Helen Colton psiquiatra da Universidade de Kansas (EUA) reforça que  ”quando a pessoa é tocada a quantidade de hemoglobina no sangue aumenta significativamente.
Hemoglobina é a parte do sangue que leva o suprimento vital de oxigênio para todos os órgãos do corpo, incluindo coração e cérebro. O aumento da hemoglobina ativa todo o corpo, auxilia a prevenir doenças e acelera a recuperação do organismo, no caso de alguma enfermidade.”
 Então, o que está esperando, abrace alguém!
É tempo de abraçar !!! (Eclesiastes 3:5)

É lindo sabermos que Deus nos fez com milhões de nervos sensores distribuídos em toda a pele que nos envolve. É perfeita a conexão  entre nossa saúde emocional e física. Tocar nossos filhos com amor é um movimento saudável, faz parte do projeto de Deus para nossas vidas afetivas.
 Desde o útero já tínhamos a sensação de estarmos sendo tocados.Crianças e bebês dependem de toques para aprender sobre o mundo e conforme crescem vão entendendo sobre a vida que os cercam, construindo uma base sólida para seu futuro em todas as áreas.
 A vontade  de ser tocado é algo que se estende por toda a vida do ser humano  e o  encontro de pessoas atraídas pelo desejo de se tocar mesmo sem saber quais os benefícios desta estimulação, é de fato tremendo e lindo de se presenciar: Esaú reagiu de uma forma que Jacó talvez nem sequer sonhara, pois correu, abraçou e beijou seu irmão e ambos choraram de emoção.”(Genesis 33:4)
 Apesar de pesquisas afirmarem quão importante é o contato físico, vemos diariamente pessoas que acumulam uma grande experiência, aprendem várias línguas, sabem trabalhar em grupo em busca de se manterem atualizados mas não possuem em seus currículos um requisito básico: competência em contato físico com seus filhos.
 Que o Senhor revele a cada um de nós pais todo o potencial de afeto e carinho que nossos filhos merecem e esperam de nós: “Antes nos apresentamos brandos entre vós, qual mãe que acaricia seus próprios filhos.”( I Tessalonicenses 2:7)

Vejamos algumas mensagens que transmitimos com nossos gestos carinhosos:
Eu te amo
Eu me importo com você
Eu quero te proteger
Eu te abençôo
Eu sou o teu abrigo
Eu desejo muita saúde a você
Eu me dôo a você
Eu te perdôo
Conta comigo sempre
Eu quero estar sempre perto de você
Você é especial.

Agora que você sabe como transformar o seu lar em um lugar terapêutico, basta praticar a arte de tocar as pessoas afetuosamente.

FONTE - WWW.NOVIDADEDEVIDA.COM.BR

sábado, 22 de maio de 2010

Quando a vida nos reserva tragédias...

Renato vargens

A vida nos reserva altos e baixos; sombras e luzes; vitórias e derrotas; alegrias e tragédias! Aliás, tragédias são indescritíveis. Elas não têm hora para chegar, não pedem licença e sem que as autorizemos abruptamente invadem nossas vidas interrompendo sonhos, projetos e ideais.
Tragédias nos provam, nos sacodem existencialmente, violentam a alma. Tragédias possuem a cruel capacidade de sugar de nossos corações a expectativa de um mundo melhor.
Ninguém deliberadamente em sã consciência projeta tragédias para suas próprias vidas. Na verdade, cada um de nós sonha e pensa no melhor de Deus. Isto porque, nosso desejo é vivermos sob as bênçãos do Senhor desfrutando das benesses do Todo-Poderoso em todos os instantes da existência. Por acaso você já pensou o quão maravilhoso seria se tudo realmente fosse assim? Infelizmente a vida não é um mar de rosas, até porque, existem instantes na caminhada que a tragédia arromba as portas da nossa casa levando-nos ao pranto e desespero.
Em situações como estas é comum o questionamento: “Por que Senhor? O que fizemos para merecer tal coisa?”
Ora, não quero ser simplista em tentar explicar tragédias, até porque, nem sempre nos é possível fazê-lo.Todavia, as Sagradas Escrituras nos apontam um Deus soberano que tudo sabe e tudo vê, e que por entrelinhas nos ensina a confiar exclusivamente nele.
Deus não é um déspota masoquista que tem prazer na dor e no sofrimento dos homens. Nosso Senhor, usa nossas agonias e angustias no intuito de que o conheçamos melhor. Na verdade, são em momentos de adversidade que podemos sentir de perto os braços acolhedores do pai.
O Deus da Bíblia não nos abandona em meios aos tsunamis da vida. Ele aproveita cada momento, para nos enviar sinais do seu grande amor, cuidando afetuosamente dos nossos corações, confortando-nos e ministrando o consolo do Espírito Santo.
Pense nisso!

EU AINDA ANSEIO VER

Rev. Hernandes Dias Lopes

Eu ainda anseio ver uma igreja ortodoxa e piedosa. Uma igreja que tenha palavra e poder, uma igreja que tenha doutrina e vida. Eu ainda anseio ver aqueles que conhecem a verdade sendo transformados por ela a ponto de se tornarem pessoas humildes e não arrogantes. Eu ainda anseio ver uma igreja cujas obras provem a sua fé e cuja fé honre ao seu Senhor. Eu ainda anseio ver uma igreja que pregue com fidelidade, ensine com autoridade e cante louvores a Deus com fervor. Eu anseio ver uma igreja onde Jesus tenha supremacia e as pessoas sejam verdadeiramente amadas.

Eu creio que meus olhos verão ainda essa realidade. A fé vê o invisível. Ela caminha no meio da escuridão das circunstâncias, guiada pela luz da verdade. Os olhos da fé não estão postos na improbabilidade da situação circundante, mas nas promessas fiéis daquele que não pode falhar. Mesmo que os horizontes sejam pardacentos, mesmo que as circunstâncias sejam desfavoráveis, mesmo que a oposição seja sem trégua, eu ainda anseio ver uma igreja onde a doutrina dará as mãos ao fervor, onde a ortodoxia se ves
tirá com a túnica da santidade, onde a reforma desembocará no reavivamento.

Estou cansado de ver o povo de Deus bandeando ora para um extremo ora para outro. Aqueles que são mais zelosos da doutrina, não raro são os mais apáticos no fervor. Aqueles que mais conhecem menos fazem. Aqueles que têm mais luz muitas vezes são os que têm menos calor. Aqueles que estadeiam sua cultura são os que menos refletem a doçura do Salvador. Ah! Eu ainda anseio ver uma igreja firmada na doutrina dos apóstolos, que ora e cante com entusiasmo. Uma igreja que tenha temor de Deus e alegria do Espírito. Uma igreja que tenha profunda comunhão interna e grande simpatia dos de fora.

Vejo com tristeza aqueles que tolamente abandonam a doutrina para buscar experiências arrebatadoras. Onde falta a semente da Palavra, não se vê o fruto da verdadeira piedade. Não é a experiência que conduz à verdade, mas esta deságua naquela. A vida decorre da doutrina e não esta daquela. Precisamos de uma igreja que seja ortodoxa sem deixar de ser ortoprática. Os que se desviaram da Palavra em busca de experiências, precisam de uma nova reforma e os que se desviaram da piedade e ainda conservam sua ortodoxia precisam de reavivamento.

Eu ainda anseio ver uma igreja doutrinariamente fiel, mas que seja ao mesmo tempo amável e acolhedora aos que se aproximam. Uma igreja que ensine doutrina com zelo, mas que adore a Deus com fervor. Uma igreja que prega a verdade, mas vive em amor. Uma igreja onde a proclamação não está na contramão da comunhão.

Eu ainda anseio ver uma igreja que seja fonte para os sedentos, oásis para os cansados, refúgio para os aflitos, lugar de vida para os que cambaleiam na região da sombra da morte. Eu anseio ver uma igreja que viva para a glória de Deus, que honre o seu Salvador, que seja cheia do Espírito Santo, que adore a Deus com entusiasmo, que pregue sua Palavra com fidelidade e acolha as pessoas com efusiva alegria e redobrado amor. Que o meu e o seu anseio se tornem motivo das nossas orações até que vejamos cair sobre nós essa bendita chuva da restauração espiritual.

PÁSCOA CRISTÃ

Desde o mundo antigo, a páscoa consiste em uma das mais importantes datas do calendário de festividades do mundo cristão. Sua mais conhecida conotação religiosa se vincula aos três dias que marcam a morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Entretanto, muitos estudiosos tentam dar outra interpretação a esse fato, trazendo uma consideração, uma visão menos denotativa à história da ressurreição.

Em uma perspectiva histórica da formação das crenças cristãs, alguns estudiosos apontam que o cristianismo, ao florescer em
sociedades marcadas pelo politeísmo e por várias narrativas míticas, acabou incorporando a ideia de imortalidade presente em outras manifestações religiosas. De acordo com os pesquisadores M. Goguel, C. Guignebert, e A. Loisy, a morte trágica seguida do processo de ressurreição vinculada a Jesus em muito se assemelha às histórias de outros deuses como Osíris, Attis e Adônis.
Estudos mais recentes apontam que essa associação entre a páscoa cristã e outras narrativas mitológicas está equivocada. A própria concepção de mundo e as funções pelas quais o processo de morte e ressurreição assumem nas crenças orientais e greco-romanas não podem ser vistas da mesma maneira que na construção do ideário cristão. O estudioso A. D. Nock aponta para o fato de que no cristianismo a crença na veracidade da história bíblica é uma chave fundamental de seu pensamento ausente na maioria das religiões que coexistiram na Antiguidade.
Interpretações mais vinculadas à própria cultura judaica e à narrativa Bíblica apontam a Páscoa como uma nova resignificação da festividade de libertação dos hebreus do cativeiro egípcio. Nessa visão, a libertação do cativeiro, enquanto um episódio de redenção do povo hebreu, se equipararia à renovação do Cristo que concedeu uma nova esperança aos cristãos. Apesar de a narrativa bíblica afirmar que o episódio da ressurreição foi próximo à festa judaica, a definição do dia da Páscoa causou uma contenda junto aos representantes da Igreja.
No ano de 325, durante o Concílio de Niceia houve a primeira tentativa de se estabelecer uma data que desse fim às contendas com respeito ao dia da Páscoa. Mesmo tentando resolver a questão, só no século XVI – com a adoção do calendário gregoriano – as dificuldades de se precisar a data da páscoa foram amenizadas. A data ficou estipulada no primeiro domingo, após a primeira Lua cheia do Equinócio da Primavera, entre os dias 21 de março e 25 de abril.
Mesmo sendo alvo de tantas explicações e contendas, a Páscoa marca um período de renovação entre os cristãos, onde a morte de Jesus deve ser lembrada com resignação e alegria. Ao mesmo tempo, traz aos cristãos a renovação de todo um conjunto de valores fundamentais à sua prática religiosa.
Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

PÁSCOA JUDAICA

Segundo a tradição judaica, há mais de quatro mil anos, Abraão – o grande patriarca dos judeus – era um dos habitantes da cidade de Ur. Nessa época, toda aquela região era tomada por religiões politeístas que prestavam rituais e as mais variadas homenagens a uma extensa gama de deuses. Foi nesse tempo que, seguindo ao chamado divino, este lendário patriarca abandonou a sua terra natal em busca de Canaã, a terra prometida aos que seguissem o chamado do único e verdadeiro Deus.
Atendendo ao chamado do seu Deus, Abraão alcançou a terra de Canaã e por lá fundou os primeiros descendentes do povo judaico. No entanto, um período de grande estiagem e falta de alimentos forçou os judeus a se transferirem para o Egito em busca de melhores condições de vida. Após uma chegada relativamente amistosa, os hebreus acabaram sendo transformados em escravos dos egípcios e, desse modo, estiveram subjugados durante um bom tempo.
Em tempos de opressão, o governo egípcio ordenou certa vez que toda a população de bebês hebraicos fosse exterminada. Foi nessa época que o jovem Moisés escapou desse terrível decreto ao ser colocado em um cesto que vagueou pelas águas do rio Nilo. Encontrado pela filha do faraó, o jovem acabou sendo criado como um dos súditos da família real. Ao atingir a idade adulta, Deus teria surgido em um arbusto ordenando que ele promovesse a libertação definitiva dos judeus do Egito.
Negando-se a atender ao pedido divino, o faraó foi alertado que sua intransigência seria severamente castigada com o envio de dez pragas que assolariam a população egípcia. Após sofrer com tamanha maldição, o governo egípcio permitiu que os hebreus saíssem daquela terra e voltassem até Canaã. Ao conseguirem tamanha proeza, os judeus determinaram aquela data como uma das mais importantes de seu calendário religioso.
Conhecida como pessach, a Páscoa Judaica celebra a libertação do Egito e reitera o laço para com o Deus que teria possibilitado a execução daquela memorável vitória. Ao longo do tempo, observamos que essa celebração vai ganhando contornos mais estáveis e se aproximando dos eventos e rituais que hoje marcam tal celebração. Para alguns estudiosos, a celebração de tal evento foi crucial para que a comunidade judaica preservasse seus laços nos mais diferentes lugares em que viveram e ainda vivem.

Na noite de celebração da páscoa, as casas devem estar limpas e arrumadas, e todo um conjunto específico de talheres é utilizado na celebração. Além disso, qualquer tipo de alimento fermentado tem o seu consumo proibido. No dia antes do pessach, a família deve jejuar em homenagem aos primogênitos que não foram atingidos pela última das maldiçoes egípcias. Daí em diante, várias refeições e narrativas são intercaladas como forma de se reforçar o significado da páscoa para os judeus.
Cada um dos alimentos empregados relembra a experiência que os judeus tiveram no tempo em que viveram no Cativeiro do Egito, as dez pragas impostas e os milagres divinos que os retiraram daquele lugar. Em diversas ocasiões, vemos que a participação das crianças reforça o ideal de renovação das tradições e sugere que elas internalizem o significado daquela solenidade.
Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola

A mente humana

A mente humana grava e executa tudo que lhe é enviado, seja através de
palavras, pensamentos ou atos, seus ou de terceiros, sejam positivos ou
negativos, basta que você aceite-os. Essa ação sempre acontecerá,
independente se traga ou não resultados positivos para você.
Um cientista queria provar essa teoria.
Precisava de um voluntário que chegasse às últimas consequências.
Conseguiu um em uma penitenciaria.
Era um condenado à morte que seria executado na cadeira elétrica e propôs
a ele o seguinte:
"Participaria de uma experiência científica, na qual seria feito um
pequeno corte em seu pulso, o suficiente para gotejar seu sangue até a
gota final."
Ele teria uma chance de sobreviver, caso o sangue coagulasse.
Se isso acontecesse, seria libertado; caso contrário, faleceria pela perda
do sangue. Porém, teria uma morte sem sofrimento e sem dor.
O condenado aceitou, pois era preferível desse jeito à morrer na cadeira
elétrica e ainda teria uma chance de sobreviver.
O condenado foi colocado em uma cama alta, dessas de hospital e amarram
seu corpo para que não se movesse. Vendaram seus olhos e fizeram um
pequeno corte em seu pulso. Abaixo do pulso, foi colocada uma pequena
vasilha de alumínio.
Foi dito ao condenado que ouviria o gotejar do sangue na vasilha.
O corte foi superficial e não atingiu nenhuma artéria ou veia, mas foi o
suficiente para sentisse que seu pulso fora cortado. Sem que ele soubesse,
debaixo da cama, tinha um frasco de soro com uma pequena válvula. Ao
cortarem o pulso, abriram a válvula do frasco para que acreditasse que era
o sangue dele que estava caindo na vasilha de alumínio.
Na verdade, era o soro do frasco que gotejava!
De dez em dez minutos, o cientista, sem que o condenado visse, fechava um
pouco a válvula do frasco e o gotejamento diminuía.
O condenado acreditava que era seu sangue que diminuía. Com o passar do
tempo, foi perdendo a cor e ficando mais pálido.
Quando o cientista fechou por completo a válvula, o condenado teve uma
parada cardíaca e faleceu, sem ter perdido sequer uma gota de sangue!
O cientista conseguiu provar que a mente humana cumpre, exatamente, tudo
que é enviado e aceito pelo seu hospedeiro, seja positivo ou negativo e
que sua ação envolve todo o organismo, quer seja na parte orgânica ou
psíquica.
Essa história é um pouco triste, mas é um alerta para filtramos o que
enviamos para nossa mente, pois ela não distingue o real da fantasia, o
certo do errado; simplesmente grava e cumpre o que é enviado.
Quem pensa em fracassar, já fracassou mesmo antes de tentar.
Somos o que pensamos e acreditamos ser!

Autor desconhecido

30 bons nomes pelos quais você pode chamar seu Deus


1. Aquele que Sara (Sl 103: 3) 
2. Redentor (Is 59:20) 
3. Libertador (Sl 70:5) 
4. Minha fortaleza (Sl 43:2) 
5. Refúgio (Jl 3:16) 
6. Amigo (Jo 15:15) 
7. Advogado (1 Jo 2:1) 
8. Refrigério (Sl 23:3) 
9. Pai da Eternidade (Is 9:6) 
10. Amor (1 Jo 4:16) 
11. Mediador (1 Tm 2:5,6) 
12. Minha cidadela (Sl 18:2) 
13. Páo da Vida (Jo 6:35) 
14. Esconderijo (Sl 32:7) 
15. Luz Perpétua (Is 60:20) 
16. Torre Forte (Pv 18:10) 
17. Redil (Jr 50:6) 
18. Espírito da Verdade (Jo 16:13) 
19. Refúgio contra a Tempestade (Is 25:4) 
20. Vida Eterna (1 Jo 5:20) 
21. Senhor que Provê (Gn 22:14) 
22. Senhor da Paz (2 Ts 3:16) 
23. Água Viva (Jo 4:10) 
24. Meu escudo (Sl 144:2) 
25. Marido (Is 54:5) 
26. Auxílio (Hb 13:6) 
27. Maravilhoso Conselheiro (Is 9:6) 
28. O Senhor que Te Sara (Êx 15:26) 
29. Esperança (Sl 71:5) 
30. Deus de Consolação (Rm 15:5)
 
 

quarta-feira, 19 de maio de 2010

CURIOSIDADES - RARA MOEDA CITADA NA BÍBLIA...

             
                   
                             RARA MOEDA BÍBLICA DA JUDÉIA
     QUE CIRCULOU NO TEMPO DE JESUS CRISTO !!!
   OBS: ENCONTRADA EM ESCAVAÇÃO NA TERRA SANTA ( ISRAEL ).
                            REINO DA JUDÉIA

     ALEXANDER JANNAEUS    103 - 76 a.C
.

      AE - Lepton - Bronze - 12,14mm.      AUTÊNTICA !
      Anverso: Ancora + Legendas em Grego ao redor.
      Reverso: Estrela + Legendas em Hebraico ao redor.

      * Moeda cunhada em interessante formato !

       " ÓTIMA CONSERVAÇÃO PARA ESTE TIPO "
     OBS: RARA MOEDA CITADA NA BÍBLIA, VEJA A SEGUIR:
      1ª Referência: Evangelho de Marcos, capítulo 12, versículos 41 à 44:

           41. E sentando-se Jesus defronte do cofre das ofertas, observava como a multidão lançava dinheiro no cofre; e muitos ricos deitavam muito.

           42.Vindo, porém, uma pobre viúva, lançou dois leptons, que valiam um quadrante.

           43. E chamando ele os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos os que deitavam ofertas no cofre;

           44. porque todos deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha, mesmo todo o seu sustento.

           
2ª Referência; Evangelho de Lucas, capítulo 21, versículos de 1 à 4

           1. Jesus, levantando os olhos, viu os ricos deitarem as suas ofertas no cofre;

           2. viu também uma pobre viúva lançar ali dois leptons;

           3. e disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos;

           4. porque todos aqueles deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento.

   UMA RARIDADE HISTÓRICA COM + DE 2.000 ANOS !!!
           
                          
       História:  A Judéia (יהודה "louvor", Hebreu standard Yəhuda, Hebreu tiberiano Yəhûḏāh) é uma região localizada a oeste do mar Morto, entre o mar Morto e o mar Mediterrâneo, estendendo-se ao norte até as colinas de Golan e ao sul à faixa de Gaza, sendo estas, atualmente, regiões em contínuo conflito entre Israel e Palestina
        No terceiro milénio anterior à era cristã começaram a surgir as primeiras cidades, certamente em contacto com as grandes civilizações que se desenvolveram nos vales do Nilo e da Mesopotâmia. Quando os hebreus chegaram à Palestina, a região encontrava-se já ocupada. O povo hebreu, semita, que se refugiara no Egipto, teve que partir por volta de 1550 a.C., quando os seus protectores foram expulsos do território egípcio. De início, fixaram-se nas regiões localizadas a oeste do mar Morto, mas pouco a pouco ocuparam as margens do Mediterrâneo e as terras do norte da Palestina. No século XII a.C., os chamados povos do mar, entre eles os filisteus, ocuparam as planícies litorais. As constantes lutas entre os dois povos terminaram com a vitória dos hebreus. No século X a.C., a Palestina aproveitou o enfraquecimento dos grandes impérios vizinhos para expandir o seu território. O país, que alcançou o seu apogeu ao longo dos reinados de David e Salomão, foi mais tarde dividido em dois reinos: Israel, ao norte, e Judá, ao sul. Israel foi transformado em tributário da Assíria e logo após subir ao trono, em 721 a.C., Sargão II conquistou o país e deportou a maior parte de seus habitantes. No sul, o reino de Judá conservou sua precária independência até 587 a.C., quando Nabucodonosor o arrasou e deportou sua população para a Babilónia. Em 539, quando o imperador persa Ciro o Grande apoderou-se da Babilônia, muitos hebreus puderam regressar à Palestina. Depois da conquista do Império Persa pelo macedônio Alexandre o Grande, a Palestina ficou submetida à influência Helenística.

  História


    Soberanos


     Governadores romanos

      

        Reis (asmoneus)


     Cronologia

terça-feira, 18 de maio de 2010

Nao compartilhe os seus sonhos com quem nao sonha com você

Isso é tão importante na vida de um sonhador,de uma pessoa que acredita e espera o melhor de Deus.
Sabe aquele tipo de pessoa pessimista,aquela pessoa que tudo para ela está ruim, nada vai dar certo,a que diz,que casamento não esta com nada,por que o dela nao funcionou,diz que você não vai conseguir só por que ela não conseguiu,como tem pessoas assim ao nosso redor. Pessoas com espírito de inveja,que acreditam que se elas não conseguiram ter algo,por isso você também não merece conseguir.

Misericordia,eu nao aceito na minha vida pensamentos e palavras como estas,pois eu vivo por fé ,e nao por circuntancias.
Amados muito cuidado; por que em muitas vezes por estarmos tão felizes,euforicos com algo de bom que alcançamos,aquele reposta que veio como presente de Deus pra voce,e diante de tudo isso nao paramos para pensar quem esta ao nosso lado,com quem compartilhamos isso,e muitas pessoas irão fingir que se alegram por você,com voce,quando na realidade se corroei por dentro de tanta inveja,e no fundo da alma dessa pessoa passam os piores sentimentos a seu respeito,pois ela tem sido usada pelo diabo.

E as vezes tambem acontece por estarmos tao fragilizados por alguma situaçao dificil a qual passamos,que nao percebemos isso,e nos agarramos ao primeiro que vem em nossa direçao,nos dizendo ser amigo.
Vamos vigiar meu amados. A palavra de Deus diz que maldição sem causa não se cumpre,então repreenda todo espírito contrario,inveja,encano e peça ao Senhor para tirar do seu caminho pessoas com esse carater e intensoes malignas. Mas nos podemos e devemos fazer nossa parte,não dividindo nossas alegrias e dificuldades com pessoas assim.

Por que se compartilha problema ela ira se alegra e talvez voce nao saiba,se compartilhar sua felicidade,seus sonhos, ela será tomada por espírito de inveja e egoísmo nao te ajudando em nada.
Eu particularmente sou muito reservada no que diz respeito a minha vida,mas isso não significa que eu já não tenha compartilhado algo com pessoas que nao devia,e consequentemente ouvi coisas que não gostei,nao precisava e não me ajudou em nada; e só depois pensamos; falei demais,no momento errado e com a pessoa errada.

Mas terá momentos que poderemos compartilhar com determinada pessoa,mas nao naquela hora,pois talvez Deus nos pedira para espera,nao que essa pessoa nao seja bençao na sua vida,mas simplesmente por ainda nao ser o momento.
Mas nos alegremos em Deus,por que ele tem nos permitido escolher nossas companhias e colocado em nossas vidas pessoas que são bençaos pra nós,que nos incentivam,que nos apoiam,e se choramos ela esta conosco,se sorrimos,ela também esta lá.

Então declare e profetize sobre a sua vida que os seus sonhos se realizam em Deus,independente do que digam ou pensem de voce!
As escolhas que fazemos,certa ou errada,so adiantara ou retardara sua promessa.
Mas nunca é tarde demais para começar e fazer o que é certo e tentar outra vez.
Você pode ate achar que é exagero,mas não é,comece a observar; é muito bom estar com pessoas que são agradavéis,otimistas,que tem visão e sonhos de pessoa de Deus,que buscam sempre agradar o coração do nosso papai.

É com pessoas assim que devemos compartilhar nossa vida,o que somos e temos.
Pense nisso; e receba o melhor de Deus para o seu coração!!
Até quando o papai do céu quiser o proximo post rrrrssss.

Postado - jesusarqueeurespiro.blogspot.com

Quem tem convicçao de Deus nao retrocede jamais

Vivemos em dias onde precisamos estar firmados na palavra,estabelecer princípios para nossa vida, princípios de Deus,e não criado pela sociedade. Por que são tantas as situações as quais temos vivido onde tudo nos encentiva a fazer o contrário,somos na maioria das vezes taxados de pessoas caretas,radicais,e ate mesmo melhores que os outros. Mas tenho buscado em Deus a não dar ouvidos a essas coisas,por que creio em um Deus que é único,real e Senhor da minha vida. E digo mais irmãos se não tivermos convicção do que acreditamos,se não formos firmes ate o fim,as palavras que ouviremos irá abalar nossa estrutura,e nos fazer mudar de direçao,por que é esse o propósito do diabo. Sabemos que ele veio para matar roubar e destruir,e não descansara enquanto não conseguir. Por isso somos nós povo de Deus,geração santa,separada,é de nós que o Senhor Jesus espera fidelidade,ele diz..esforça-te e tem bom animo que eu serei contigo. Voce Crê? Amados e quando Deus usa essa palavra esforça-te,e por que ele já sabia que não seria fácil,mas promete estar conosco em todo tempo. Então se você acredita pela palavra em algo,e tem determinado isso na sua vida,não se preocupe com o que vier,muitas vezes seremos ate humilhados,ridicularizados,mas a recompensa,vira...e como virá,então todos olharam para você e se envergonharam,e diram que realmente vale a pena ser fiel e servir o Deus que voce serve, espere o tempo do Senhor e le te dara honrra por isso,e te exaltara.Mesmo que o mundo inteiro queira me fazer desistir..eu declaro que vou prosseguir,e não retrocedo um passo sequer,por que eu creio que é assim que Deus espera que eu faça,é aqui que ele me quer,e por isso eu tenho autoridade de Deus para não aceitar nenhuma palavra contraria ao que ele tem para minha vida. Não existe nada melhor,nada mais gratificante do que ter ao nosso lado a presença do nosso papai,e ouvir ele dizer para nos..vai filho meu,que eu sou contigo,eu te amo,e me orgulho de você,sua vida,suas atitudes,sua fidelidade e suas escolhas tem me alegrado..sentir queridos o Amor Incondicional de Deus..realmente faz tudo valer a pena. Que Deus de a você forças para não retroceder jamais,não abrir mao nunca do que você acredita ser verdade.

Mas não se esquecendo jamais que essas verdades não tem que ser nossa,mas fundamentada na palavra.

Que a alegria do Senhor seja a nossa força...todos os dias.

Postado - jesusarqueeurespiro.blogspot.com

Renunciando a nossa vontade

Nossa como essa palavra tem um peso grande" RENUNCIA" é tão serio quando expressamos isso,que se formos para e pensar,não podemos dizer a tudo e toda situação,não se nós nao estivermos dispostos a agir dessa maneira. Uma coisa é certa; fazer a vontade de DEUS pode nem sempre ser tão fácil..confesso,mas é muito prazeroso.Saber que vamos cuidar das coisas dele,e ele cuidara das nossas. Minha irma me disse uma frase que é muito interessante" DEUS FICOU COM A PARTE MAIS DIFICÍL",sei que Deus trabalha a meu favor,a palavra diz que Deus não tem compromisso com quem não tem compromisso com ele,então nos perguntamos por que mesmo assim ele tem feito tantas coisas na vida de pessoas que nem sempre sabe que ele existe. Isso na vida de um irmão amados chama -se misericordia,pois é assim que Deus age... por misericordia,para aqueles que não tem compromisso com ele,acredito que ele apenas permite que as coisas aconteçam,mas não significa que ele aprove ou abençoa,pois sabemos que o que plantamos certamente colheremos,por isso, seja firme em seu próposito. O grande diferencial entre os que servem e os que não servem..É o momento de colher.Eu creio que o Senhor não olha para o nosso passado como diz a bíblia" Aquele que está em Cristo nova criatura é,as coisas velhas já passaram eis que tudo se faz novo" Deus não se preocupa com as vezes em que você errou amados,mas o que ele contempla é o seu desejo de acertar,o que nao significa que podemos sair fazendo tudo a nossa maneira e depois pedir perdao,sabemos que não é isso.Então o que devemos fazer é nos arrepender,nos humilhar diante a face do Senhor,mudar de atitude e começar de novo. E pode ter certeza que todas as vezes em que você e eu deixarmos o nosso eu,nossa vontade para fazer a de Deus,o coração dele não só transbordara de alegria como fará o seu também se sentir assim e ira te honrrar. E se ao longo do caminho nós nos perder-mos e nos esquecer-mos disso,eu oro para que o Espírito Santo interceda por nós ,nos trazendo para a realidade da palavra de Deus. Eu amo o Senhor Jesus,por me permitir com partilhar todas essas experiências,e essas palavras que ele tem brotando em meu coração com você. Te amo em Cristo jesus,e mesmo sem te conhecer,eu declaro vida de Deus sobre o teu coração!! Abraços..com muito carinho,e cheirinho de amor de Deus.

Postado - Jesusarqueeurespiro;blogspot.com

segunda-feira, 10 de maio de 2010

CURIOSIDADES - Por que tudo vem em 7 ?


O número "sete" na História, Ciência, Religião e etc...


7 sábios da Grécia
7 anões da Branca de Neve
7 dias para a criação do Mundo
7 dias da semana
7 quedas a caminho do Gólgota
7 Divindades que comandam a Natureza
7 cabeças da Hidra de Lerna
O Candelabro de 7 braços
Os 7 castiçais de ouro
As fases dos 7 Anos
As 7 lâmpadas de fogo
O livro dos 7 Selos
As 7 notas musicais: dó, ré, mi, fá, sol, lá, si
Os 7 palmos das sepulturas
As 7 Idades Do Homem
Os 7 Planetas Sagrados
As 7 vacas, 7 espigas do sonho do Faraó, desvendado por José do Egito
As 7 Taças (cheias de pragas) Apocalipse XVI
Os 7 contra Tebas
As 7 Trombetas do Apocalipse
Os 7 candeeiros da Seicho-no-ie (ensinamento pensamento positivo - originario do Japão)
As 7 linhas de orixá da Umbanda (elemento religioso afro-brasileiro)
As 7 Virtudes Cardeais da Ordem Demolay
Pular 7 ondas logo após o reveillon
7 foi o numero de palavras da ultima frase de Jesus na cruz "pai em tuas mãos entrego meu espirito"
7 linhas de Umbanda ou Sete Orixás , isto é, dizemos sete Orixás são manifestadores de sete vibrações.
7 Anões da Branca de Neve: Atchim, Soneca, Zangado, Feliz, Dengoso, Mestre e Dunga.

Matemática


7 algarismos romanos
7 é a soma das faces opostas de um dado de 6 lados (1 e 6, 5 e 2, 3 e 4)
Polígono de 7 lados. O heptágono regular é o menor polígono regular que não pode ser construído com régua e compasso
7 vezes ao dia os Cavaleiros Templários rezavam.

Arquitetura

As Sete maravilhas do mundo antigo:
a) Pirâmides de Gizé
b) Jardins suspensos da Babilónia em Semíramis, na Babilônia
c) Farol de Alexandria
d) Colosso de Rodes
e) Mausoléu de Halicarnasso
f) Estátua de Zeus em Olímpia
g) Templo de Ártemis em Éfeso

As Sete maravilhas do Mundo Moderno:

a) Machu Picchu
b) Taj Mahal
c) Chichén Itzá
d) Cristo Redentor
e) Grande Muralha da China
f) Ruínas de Petra
g) Coliseu de Roma

7 colinas de Roma
7 torres de Constantinopla
7 edifícios sagrados da antiga Babilônia
7 Artes na Antiguidade
7 Belas-artes

História

Nas eleições brasileiras são 7 os cargos eletivos
Lampião desafiou a policia de 7 Estados brasileiros
O partido nazista foi fundado por 7 pessoas
A carta de Pero Vaz de Caminha tinha 7 folhas
7 reis da antiga Roma
7 rainhas na História foram chamadas de Cleópatra
7 imperadores de Roma morreram assassinados
A Independência do Brasil aconteceu no dia 7 de setembro, mês que, embora seja o nono do ano no calendário Gregoriano, era o sétimo mês do calendário romano e, por isso, tem o nome iniciado com a palavra "sete"
Diz a tradição que Joana D’Arc, ao ser queimada na fogueira, exclamou 7 vezes o nome de Jesus
7 anos gastos na construção do Templo de Salomão
O nome do Brasil aparece 7 vezes no Hino Nacional brasileiro
7ª Constituição Brasileira
A Guerra dos Sete Anos

Astronomia

Os 7 astros sagrados:
a) Sol
b) Lua
c) Mercúrio
d) Vênus
e) Marte
f) Júpiter
g) Saturno

As Constelações de 7 Estrelas:

a) Alcione
b) Caleano
c) Asterope
d) Merope
e) Tayegeta
f) Eletra
g) Maya
Tycho Brahe, conseguiu marcar as posições de 777 estrelas no firmamento

Arte

Manifesto das Sete Artes:
a) Música
b) Pintura
c) Escultura
d) Arquitetura
e) Literatura
f) Coreografia
g) Cinema

Física

7 Cores refratadas pelo Prisma:
a) Vermelho
b) Laranja
c) Amarelo
d) Verde
e) Ciano
f) Azul
g) Violeta

Esoterismo

Os 7 Planos da Evolução:
a) Plano dos Espíritos Virginais, do Criador
b) Plano do Espírito Divino
c) Plano do Espírito
d) Plano da Vida e) Plano do Pensamento
f) Plano do Desejo
g) Plano do Mundo Básico

Os 7 Elementais:
a) Arcanjos
b) Anjos
c) Devas
d) Silfos
e) Gnomos
f) Salamandras
g) Ondinas

Os 7 Grandes princípios Herméticos

7 signos são representados por animais
7 são os Chacras entéricos
7 são os Plexos na matéria
O 7 Começa o codigo de barra nacinal brasileiro

Teosofia

Os sete raios de luz ou mestres ascencionados da sociedade secreta Grande Fraternidade Branca
El Morya -- Primeiro Raio, cor azul-celeste
Lanto -- Segundo Raio, cor amarelo-ouro
Paulo Veneziano -- Terceiro Raio, cor rosa
Seraphis Bey -- Quarto Raio, cor branca
Hilarion -- Quinto Raio, cor verde
Nada -- Sexto Raio, cor púrpura-dourado
Saint Germain -- Sétimo Raio, cor violeta
A mônada ou Atman é o 7º princípio na Sete princípios do homem (teosofia), o mais elevado princípio do ser humano.

Rosacrucianismo

Os 7 períodos:
a) Período de Saturno
b) Período Solar
c) Período Lunar
d) Período Terrestre
e) Período de Júpiter
f) Período de Vênus
g) Período de Vulcano

As 7 revoluções de cada período As
7 regiões do mundo de desejos
As 7 regiões do mundo do pensamento
Os 7 mares: Mar Mediterrâneo, Mar Cáspio, Mar Vermelho, Mar Tirreno, Mar Adriático, Mar Egeu, Mar Morto

Filosofia

Os 7 Sábios da Grécia:
a) Thales de Mileto
b) Biack
c) Cleopulo
d) Mison
e) Quilon
f) Pitaco
g) Sólon

Os 7 Princípios da Moral Pitagórica:
 
a) Retidão de propósitos
b) Tolerância na opinião
c) Inteligência para discernir
d) Clemência para julgar
e) Ser verdadeiro em Palavras e Atos
f) Simpatia
g) Equilíbrio

As 7 Virtudes Humanas:

a) Esperança
b) Fortaleza
c) Prudência
d) Amor
e) Justiça
f) Temperança
g)

Os Deuses do Olimpo tinham 7 formas:

a) Forças Espirituais  
b) Forças Cósmicas
c) Deuses
d) Corpos Celestes
e) Poderes Psíquicos
f) Reis Divinos
g) Heróis e Homens Terrestres
Os ítens universais ontológicos propostos pelos empíricos neo-materialistas são 7

Religião

Os 7 Pecados Capitais:
a) Vaidade
b) Avareza
c) Ira
d) Preguiça
e) Luxúria
f) Inveja
g) Gula

Os 7 desastres do apocalipse:
As 7 Virtudes Cardinais:

a) Castidade
b) Generosidade
c) Temperança
d) Diligência
e) Paciência
f) Caridade
g) Humildade

Os 7 Sacramentos:

a) Batismo
b) Confirmação
c) Eucaristia
d) Sacerdócio
e) Penitência
f) Extrema-unção
g) Matrimônio

As 7 Igrejas da antiguidade:

a) Tiatira
b) Éfeso
c) Esmirna
d) Laodicéia
e) Filadélfia
f) Pérgamo
g) Sardes

7 são as dores de Nossa Senhora:

a) A perda do menino Jesus no Templo
b) A fuga para o Egito
c) O encontro com Jesus na rua da amargura
d) A Crucificação de Nosso Senhor Jesus Cristo
e) A morte de Jesus Cristo
f) O Filho morto é colocado em seus braços
g) O sepultamento de Jesus

Os 7 livros do Antigo testamento:

Livro de Jó
Livro dos Salmos
Livro dos Provérbios
Livro do Eclesiastes
Cântico dos Cânticos
Livro da Sabedoria
Livro do Eclesiástico (Sirac)

7 foram as Chagas de Cristo
7 foram as Horas de agonia do Mestre Jesus
O número 7 (sete), é cabalístico na Umbanda, porque:
7 são as Nações que praticam a Umbanda
7 são as Linhas de cada Nação
7 são os Orixás que comandam estas Linhas
7 são as Posições Fundamentais e Liturgias na Umbanda
7 são as rogatórias do Pai Nosso
7 cidades sagradas da Índia
7 são as Posições Secundárias e Ritualísticas na Umbanda
7 Moisés deixou 5 livros e a lei se resume em 2 testamentos
7 anos gastos na construção do Templo de Salomão
7 casais de cada espécie de animal postos na Arca de Noé
No 7o mês a Arca de Noé repousa no Monte Ararat
São 7 os altares, 7 os bezerros e 7 os carneiros

JOGOS


No baralho, a carta 7 não é padrão como as outras. No dominó jogamos com 7 pedras na mão.

CURIOSIDADES - Qual é a origem dos símbolos religiosos?

CRUZ (Cristianismo)


Símbolos semelhantes já apareciam em culturas pagãs, antes de Cristo. Ela só foi adotada pelos cristãos quando o imperador romano Constantino aboliu as condenações na cruz, no início do século 4. Além de representar a morte de Cristo, a cruz simboliza Deus, Jesus e o Espírito Santo, nas pontas superior, inferior e laterais, respectivamente

ESTRELA DE DAVI (Judaísmo)

Duas pirâmides - uma apontando para cima e outra invertida - representam a união ou equilíbrio entre o céu e a terra. Diz-se que Davi, importante rei de Israel, mandava gravar o símbolo nos escudos de seu exército como amuleto de proteção. A partir daí, a estrela de Davi passou a ser identificada com o povo israelita

LUA CRESCENTE COM ESTRELA (Islamismo)

Estudiosos supõem que, mesmo antes do islamismo, árabes nômades cultuavam a Lua por viajarem à noite. Quando o símbolo foi adotado na bandeira do islâmico império turco-otomano, passou a ser identificado com os muçulmanos. Mesmo assim, muitos fiéis negam a utilização de qualquer símbolo para representar a fé islâmica

OM (Hinduísmo)

É a forma escrita, em sânscrito, do principal mantra hindu. Os mantras são palavras, poemas ou textos entoados durante a meditação para auxiliar na concentração e invocar divindades. Vários textos dos Vedas - as escrituras sagradas hinduístas - começam com Om - pronuncia-se Aum - e significa "aquilo que protege"

SUÁSTICA (Jainismo)

Este símbolo - que também aparece no hinduísmo e no budismo - seria um desenho com quatro letras gregas gama (G), representando os quatro ventos, os quatro pontos cardeais, as quatro estações e outros conceitos da natureza relacionados ao número quatro. Mais tarde, o nazismo inclinou o símbolo e popularizou a suástica com um significado negativo

DHARMACAKRA (Budismo)

Embora muitos não considerem o budismo como religião, a filosofia também carrega sua marca. O círculo de onde partem oito raios é conhecido como Roda do Dharma. Por sua vez, dharma são os ensinamentos de Buda para que se alcance a iluminação, entre eles o Nobre Caminho Óctuplo, com oito vias que levam ao fim do sofrimento

YIN-YANG (Taoísmo)

Estudando as sombras projetadas pelo movimento do Sol, os chineses montaram um tipo de infográfico indicando a duração de dias e de noites ao longo do ano. Esse equilíbrio, fundamental para a agricultura, passou a representar a importância dos opostos e a presença de um dentro do outro - bolinha preta na parte branca, e vice-versa

KHANDA (Sikhismo)

A espada de dois gumes no centro do círculo simboliza o Deus único, cuja infinitude e perfeição é representada pelo círculo. A espada da esquerda se refere ao poder espiritual cruzando o poder político, simbolizado pela espada à direita. O significado político, raro na simbologia religiosa, é resultado das perseguições sofridas pelos sikhs ao longo da história

ESTRELA DE NOVE PONTAS (Fé Bahá'í)

Essa religião persa, fundada em 1844, prega que as lideranças religiosas ao longo dos séculos, como Maomé e Jesus, são enviados de um mesmo Deus. A doutrina elenca nove religiões - representadas pelas pontas - que preenchem essa definição: sabeísmo, hinduísmo, budismo, judaísmo,cristianismo,islamismo, zoroastrismo, fé babí e fé bahá’í

Pulseiras causam problema de novo

Uma adolescente de 13 anos foi estuprada por pelo menos três rapazes, em Londrina (PR). O crime teria sido motivado pelo uso da "pulseira do sexo", segundo a polícia. A vítima foi abordada por um grupo composto por quatro jovens depois de sair da escola, na região central da cidade, por volta das 12h do dia 15 de março. De acordo com a Polícia Civil, um dos envolvidos tem 18 anos e vai responder em liberdade pelo crime de estupro de vulnerável. Os demais já foram identificados, mas ainda não prestaram depoimento até a manhã desta quarta-feira (31).

A “brincadeira” das pulseiras funciona da seguinte forma: uma menina coloca diversas pulseiras de silicone coloridas no braço e um jovem tenta arrebentar um dos adereços. Cada cor representa um “carinho”, que vai desde um abraço até a prática de sexo; quem arrebentar receberá a “prenda” da dona da pulseira.

Segundo o delegado William Douglas Soares, o caso chegou ao conhecimento da polícia no dia 23 deste mês, quando a mãe e a garota relataram o ocorrido. "A menina disse que foi abordada pelo grupo e um deles arrancou a dita 'pulseira do sexo' que ela usava. Pela cor do adereço, ela teria de pagar uma prenda aos jovens. Ela se mostrou constrangida com o fato e acompanhou o grupo até a casa do rapaz de 18 anos. A menina não relatou que eles tivessem usado arma para isso."
Soares informou ainda que o encontro preliminar aconteceu no terminal de transporte coletivo central de Londrina, que registra grande movimento de estudantes no horário de saída das escolas. "A vítima e os envolvidos não se conheciam. Por isso tenho a convicção de que o crime só aconteceu por causa do uso das 'pulseiras do sexo'. Fica aqui o alerta aos educadores, pais e estudantes sobre isso."

A jovem está recebendo acompanhamento psicológico do Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas) desde o registro do caso. "Estamos esperando os laudos psicológico e do Instituto de Medicina Legal (IML) sobre as agressões sofridas pela menina", disse o delegado.
Soares informou ainda que o fato de a jovem ter acompanhado os agressores até a casa de um deles não tem importância no inquérito. "Trata-se de um caso de estupro de vulnerável, que independe de consentimento ou não da vítima, que neste caso tem menos de 14 anos, como rege a legislação."
Em caso de condenação, o rapaz de 18 anos pode cumprir pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão. "No caso dos demais envolvidos, que são menores de idade, eles podem ser levados para medidas sócioeducativas ou até para internação, de acordo com o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)", disse o delegado.

Polêmica

Em São Paulo e em Curitiba, o uso das pulseirinhas provocou polêmica entre pais, educadores e alunos. Fáceis e baratas de se comprar, as pulseiras viraram moda.
Um projeto de lei que proíbe o uso das pulseirinhas do sexo nas escolas da rede municipal de Navegantes (SC) foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores da cidade, no começo deste mês. Outro projeto está em voto em Londrina.

Fonte da notícia: G1

A Origem e Queda de Satanás


Na história do Universo nunca houve – nem haverá – traição maior. A criatura que representava a mais magnificente obra de seu Criador ressentiu-se de que sua glória era apenas emprestada, de que o papel que lhe estava destinado era o de tão somente refletir a infinita majestade do Deus que lhe deu o fôlego da vida. Dessa maneira, nasceu no coração de Lúcifer – e, em última análise, no recém-criado universo moral – o desprezível impulso da rebelião. Esse impulso originou a insurreição angélica que foi a mais terrível sedição na história em todos os tempos.

Uma questão preliminar

Por mais importante e original que tenha sido essa rebelião angélica, as Escrituras não incluem um registro específico do evento. No Antigo Testamento, Satanás aparece pela primeira vez no relato da queda de Adão (Gn 3). Ali, no entanto, ele já era o tentador caído que seduziu os primeiros seres humanos ao pecado. Dessa forma, já no início das Escrituras, a queda de Satanás é tratada como fato. Mas, por razões que não são esclarecidas em nenhum lugar, o próprio relato de sua queda está ausente nesse registro.

Ainda assim, o evento é lembrado duas vezes nos escritos dos profetas: por Isaías, em meio a uma inspirada diatribe contra a Babilônia (Is 14.11-23), e, mais tarde, por Ezequiel, quando ele repreende duramente o rei de Tiro (Ez 28.11-19). Essas duas passagens contam-nos a maior parte do que sabemos sobre a queda de Satanás.

Entretanto, aqui temos algumas dificuldades exegéticas. Em ambas as passagens, a menção da rebelião de Lúcifer aparece abruptamente num contexto que não trata, especificamente, de Satanás. Esse fato levou muitos estudiosos da Bíblia a rejeitar a idéia de que as passagens se referem a uma rebelião luciferiana e a insistir que elas focalizam exclusivamente os governantes humanos das nações pagãs às quais são dirigidas.

Apesar disso, é preferível entender que Isaías e Ezequiel propositalmente queriam levar os leitores para além dos crimes de reis humanos, guiando-os até a percepção do grande arquétipo do mal e da rebelião, o próprio Satanás. Essas passagens incluem descrições que, mesmo levando em conta a inclinação ao exagero por parte de governantes da Antiguidade, não poderiam ser atribuídas a qualquer ser humano. O emprego da primeira pessoa do singular (por exemplo: "Eu subirei..."; "exaltarei o meu trono..."; "me assentarei...") em Isaías 14.13-14 refletiria um nível de ostentação indicativo de insanidade, caso fosse proferido por um mero ser humano, mesmo em se tratando de um dos monarcas pagãos babilônicos, que a si mesmos divinizavam. E qual rei de Tiro poderia ser descrito como "cheio de sabedoria e formosura... Perfeito... nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado..." (Ez 28.12,15)?

Além disso, a Bíblia ensina explicitamente que a perversidade do mundo visível é influenciada e animada por um domínio povoado por espíritos caídos, invisíveis (Dn 10.12-13; Ef 6.12), e que, em sua campanha traiçoeira e condenável de frustrar os propósitos do Deus verdadeiro, esses espíritos maus são dirigidos por Satanás, o "deus deste século" (2 Co 4.4).

É característico dos escritores bíblicos fazer a conexão entre o mundo visível e o invisível, e isso de forma tão abrupta que pega o leitor momentaneamente desprevenido. Quando Pedro expressou seu horror ante o pensamento da morte de Jesus, o Senhor lhe respondeu "Arreda, Satanás!" (Mt 16.23; cf. 4.8-10). De forma semelhante, repentinamente e sem aviso, o profeta Daniel pula de uma descrição profética sobre Antíoco Epifânio (Dn 11.3-35) para uma descrição similar do Anticristo dos tempos do fim (Dn 11.36-45). Antíoco, governante selêucida no período intertestamentário, precede o vilão maior que conturbará a terra nos últimos dias. Um salto abrupto e não-anunciado do mundo político ganancioso, auto-engrandecedor, visível, para o drama arquetípico que se desenrola num mundo invisível aos seres humanos – mas que, apesar de não ser visto, deu origem às atitudes denunciadas nessas passagens –, tal salto não está fora de lugar nas Escrituras.

Finalmente, por trás das conexões feitas nessas duas passagens pode muito bem estar um tema que freqüentemente retorna nas Escrituras. Nos tempos primitivos da Terra após a queda, os rebeldes de Babel estavam determinados a construir "uma cidade e uma torre" (Gn 11.4). A cidade era um centro de atividade comercial, enquanto a torre representava o ponto focal do culto pagão. Essa dupla caracterização do cosmo como expressão de egoísmo (o espírito ganancioso do comercialismo não-santificado) e de rebelião (a busca por ídolos) ressoa ao longo de toda a Palavra de Deus, chegando a um clímax em Apocalipse 17-18, onde anjos que se mantiveram fiéis a Deus anunciam a tão esperada e muito merecida destruição da Babilônia religiosa e comercial.

É instrutivo notar que enquanto todo o trecho de Ezequiel 26-28 repreende severamente a Tiro – o mais importante centro de comércio e de riqueza nos dias desse profeta – Isaías 14 denuncia Babilônia, que representa o centro da falsa religião ao longo de toda a Escritura. Talvez essa caracterização do cosmo caído como "cidade e torre" – tão importante naquilo que a Escritura afirma em relação ao mundo em rebelião contra Deus – ajude a explicar o salto dado pelos profetas nas passagens que consideramos. Quando contemplavam a cultura de seu tempo, que incorporava perfeitamente um elemento do cosmo caído, cada um deles se sentiu compelido pelo Espírito superintendente de Deus a focalizar a rebelião angélica dos tempos primitivos, a qual animava a rebelião humana que estavam denunciando.

Dessa forma, essas duas críticas severas, que identificam os espíritos perversos de cobiça inescrupulosa e rebelião espiritual, ajudam a explicar por que tais espíritos predominam tantas vezes ao longo da história humana. Os textos referidos, ao mesmo tempo, também antecipam a destruição profeticamente narrada em Apocalipse 17 e 18.

A linhagem de Satanás

De Isaías 14 e Ezequiel 28 emerge um quadro relativamente extenso de Satanás antes de sua rebelião.

Sua pessoa: Ele foi o ser mais exaltado de toda a criação (Ez 28.13,15), a mais grandiosa das obras de Deus, um ser celestial radiante, que refletia da maneira mais perfeita o esplendor de seu Criador. Assim, ele apropriadamente era chamado de Lúcifer. Essa palavra vem de uma raiz hebraica que significa "brilhar", sendo usada unicamente como título para referir-se à estrela de maior brilho e cujo resplendor mais resiste ao nascimento do Sol. O nome Lúcifer tornou-se amplamente usado como título para Satanás antes de sua rebelião porque é o equivalente latino dessa palavra. Na realidade, é difícil saber com certeza se o termo foi empregado com o sentido de nome próprio ou de expressão descritiva.

Seu lugar: Ezequiel afirmou que esse anjo exaltado estava "no Éden, jardim de Deus" (Ez 28.13). Aqui, a referência não é ao Éden terreno que Satanás invadiu para tentar a humanidade, mas à sala do trono em que Deus habita em absoluta majestade e perfeita pureza (veja Is 6; Ez 1). Ezequiel 28 também chama esse lugar de "monte santo de Deus", onde Lúcifer andava "no brilho das pedras" (v. 14). Essas descrições não são apropriadas ao Éden terreno, mas adequadas à sala do trono de Deus, conforme representações em outros lugares da Escritura.

Sua posição: Satanás é denominado "querubim da guarda ungido" (Ez 28.14). Querubins representam a mais alta graduação da autoridade angélica, sendo seu papel guardar simbolicamente o trono de Deus (compare os querubins esculpidos flanqueando a arca da aliança – o trono de Javé – no Tabernáculo ou Templo, Êx 25.18-22; Hb 9.5; cf. Gn 3.24; Ez 10.1-22). Lúcifer foi ungido (consagrado) por sentença deliberada de Deus (Ez 28.14: "te estabeleci") para a tarefa indizivelmente santa de guardar o trono do todo-glorioso Criador. Ele é descrito como sendo dotado de beleza inigualável, vestido de luz radiante, equipado com sabedoria e capacidade ilimitadas, mas também criado com o poder de tomar decisões morais reais. Portanto, a obrigação moral mais básica de Satanás era a de permanecer leal a Deus, de lembrar sempre que, independentemente de quão elevada fosse a sua posição, seu estado era o de um ser criado.

A queda de Satanás


Neste ponto, encontramo-nos diante de um dos mais profundos mistérios do universo moral, conforme revelado nas Escrituras: "Como é que o pecado entrou no universo?" Está claro que a entrada do pecado tem conexão com a rebelião de Satanás. Mas, como foi que o impulso perverso surgiu no coração de alguém criado por um Deus perfeitamente santo? Diante de tal enigma, temos de reconhecer que as coisas encobertas de fato pertencem a Deus; as reveladas, no entanto, pertencem a nós (Dt 29.29). E três dessas realidades claramente reveladas merecem ser enfatizadas:

Primeiro:
a queda de Lúcifer foi resultado de sua insondável e pervertida determinação de usurpar a glória que pertence unicamente a Deus. Esse fato é explicitado em uma série de cinco afirmações que empregam verbos na primeira pessoa do singular, conforme registradas em Isaías 14.13-14. Nisto consiste a essência do pecado: o desejo e a determinação de viver como se a criatura fosse mais importante que o Criador.

Segundo:
Satanás é inteira e exclusivamente responsável por sua escolha perversa. Nisso existe uma dimensão inescrutável. Alguns têm argumentado que Deus deve ter Sua parcela de responsabilidade por este (e todo outro) crime, porque, caso fosse de Seu desejo, poderia ter criado um mundo em que tal rebelião fosse impossível. Outros dizem que, se Deus tivesse criado um mundo em que apenas se pudesse fazer o que o seu Criador quisesse, nele não poderiam ser incluídos agentes morais feitos à imagem de Deus, dotados da capacidade de tomar decisões reais – e, conseqüentemente, de escolher adorar e amar a Deus. Há verdade nessa observação, mas também há mistério. O relato deixa claro que o orgulho fez com que Lúcifer caísse numa terrível armadilha (Is 14.13-14; Ez 28.17; cf. 1 Tm 3.6), mas nada explica como tal orgulho de perdição pode surgir no coração de uma criatura de Deus não caída e perfeita.

No entanto, não há mistério quanto ao fato de que Satanás é, totalmente e com justiça, responsável pelo seu crime. Ezequiel 28.15 afirma explicitamente que Lúcifer era perfeito desde o dia em que foi criado, "até que se achou iniqüidade em ti". A culpabilidade moral é dele, e apenas dele. Na verdade, em toda sua extensão, a Bíblia afirma que Deus governa soberanamente o universo moral e controla todas as coisas – inclusive a maldade de homens e anjos – para que correspondam aos seus perfeitos propósitos. Mas ela também ensina que Deus não deve e não será responsabilizado por essa maldade, em qualquer sentido.

Finalmente, por causa de sua rebelião, Satanás tornou-se o arquiinimigo de Deus e de tudo o que é divino. Sua queda – bem como a dos espíritos que se uniram a ele – é irreversível; não há esperança de redenção. Satanás foi privado da comunhão com o Deus santo de forma final e irrecuperável. Para ser exato, Satanás ainda tem acesso à sala judicial do trono do Universo por causa de seu papel de acusador dos irmãos, papel este que lhe foi designado divinamente (Jó 1 e 2; Zc 3; Lc 22.31; Ap 12.10). Tal acesso, no entanto, é destituído da comunhão com Deus ou da Sua aceitação. Devido à sua traição, que foi a mais terrível na história do cosmo, Satanás e seus anjos somente podem esperar a condenação e a punição eternas (Mt 25.41). (Douglas Bookman - Israel My Glory - http://www.chamada.com.br)

Conheça os PAÍSES:

Conheça os PAÍSES:
Click na imagen e pesquise: